Água

Estiagem compromete abastecimento de água em alguns bairros

Sistema Itacolomi já opera abaixo da vazão normal

 

A cada ano é possível perceber uma diminuição da vazão nas nascentes e nos cursos d’água. Fatores como desmatamento, assoreamento e uso não licenciados são determinantes para este efeito. Não diferente ocorre com todas as captações dos sistemas de abastecimento do SEMAE-OP. A autarquia é responsável por gerir seis sistemas de tratamento de água, sendo dois situados na sede e as demais nos distritos.

O Itacolomi, sistema responsável por abastecer cerca de 60% da população, já está operando abaixo da sua capacidade normal.  Isso significa que o sistema precisa ser desativado várias vezes ao longo do dia, pois a quantidade de água que chega nos tanques de decantação não tem sido suficiente para permitir o bombeamento constante de água.

Desse modo, o abastecimento nos bairros Bauxita, Alto das Dores, Santa Cruz, Santa Efigênia, Nossa Senhora do Carmo, Vila Operária, Vila dos Engenheiros, Vila Aparecida, Novo Horizonte e parte dos bairros Antônio Dias, Saramenha, Tavares, Barra e Lagoa, nos quais ainda não há sistema de manobras, tem sido frequentemente interrompido.

Assim, é de grande importância que todos diminuam o consumo de água e adotem ações simples de economia no intuito de evitar o desperdício, tais como:

-Fechar a torneira ao escovar os dentes, lavar vasilhas ou se barbear;

-Na hora do banho, desligar o chuveiro para se ensaboar;

-Usar a vassoura para varrer o chão e não água da mangueira;

-Verificar e consertar sempre pequenos vazamentos em torneiras, encanamentos e registros de sua casa;

-Evitar apertar a descarga por muito tempo;

-E, principalmente, não deixar a caixa d’água sem boia.

Além disso, é possível comunicar ao SEMAE a ocorrência de qualquer vazamento em área pública pelos telefones 3559-3237/ 3551-6366/ 3551-7464/ 3551-6485/ 3551-6859 ou 3551 6448. 

Com a colaboração de todos, venceremos mais uma estação de estiagem sem maiores transtornos!